Perdoe e seja livre!



Vivemos em sociedade. Em todo tempo e lugares, estamos perto de pessoas e precisamos umas das outras no convívio diário. Cada pessoa tem uma personalidade, uma história e isso reflete no seu modo de encarar a vida. Vai refletir nas atitudes, humor, ponto de vista, etc. Quando a boa convivência começa a ficar ameaçada por conta da incompatibilidade, reflita:

Você não foi chamada para julgar.  

Há só um legislador que pode salvar e destruir. Tu, porém, quem és, que julgas a outrem? (Tiago 4:12)

Assim como no primeiro versículo citado neste post, vemos que somos instruidos a perdoar uns aos outros assim como Jesus nos perdoou. (Cl 3:13) É muito fácil apontar o dedo para os outros e esquecermos de que não somos perfeitos. Há um só juiz. Deus. Deixe que Ele exerça a justiça divina. A sua parte é apenas de orar pela pessoa e por você mesma principalmente, para que o Senhor a ajude a vencer este desafio.

A falta de perdão traz doenças.

“Evite a ira e rejeite a fúria; não se irrite: isso só leva ao mal” (Salmos 37:8)

Quando passamos por situações estressantes, o nosso corpo também sofre diversas variações internas – reações que procuram alertar você de que algo está errado e é melhor tomar cuidado. Antes de tudo, é preciso esclarecer: existem dois tipos de estresse – o estresse agudo (efeito rápido) e o estresse crônico (efeito prolongado).
Chateações do dia a dia e preocupações exageradas podem desencadear respostas contínuas de estresse no corpo, ocasionando o efeito prolongado. Nesse caso, o corpo e o cérebro não conseguem reiniciar os hormônios e as substâncias químicas inflamatórias a níveis normais, resultando no enfraquecimento do sistema imunológico e deixando-o mais suscetível a doenças – além de você se sentir constantemente cansado e irritado. (Fonte).

Quando você perdoa, o benefício é seu. 

“Todos os dias do aflito são maus, mas a alegria do coração é banquete contínuo” (Provérbios 15:15)

A falta de perdão faz com que a pessoa que não perdoou, durma e acorde pensando em quem a magoou. Lembrar de momentos desagradáveis nos priva de ver a beleza da vida. Perder tempo ruminando desentendimentos vai tirar o brilho dos seus olhos. Não perdoar, é como tomar veneno tentando matar o outro. O prejuízo é só de quem não libera, pois geralmente, a outra pessoa nem sabe que está sendo a causa das insônias da outra. Portanto, perdoe! libere hoje mesmo a sua mente para viver lembranças boas e restaurar a esperança do bem. Enquanto isso, peça a Deus para te ajudar a criar uma situação para a reconciliação; e se isso não for possível (por motivos de falecimento, por exemplo), ore para que você fique livre definitivamente desta prisão. Acredite, você só tem a ganhar!

Vá para o seu quarto ou algum outro lugar em que possa ficar sozinha, e ore assim:

Deus, sinto-me amargurada e angustiada por esta situação. Sinto que isto tem me prejudicado tanto espiritualmente, quanto psicologicamente. No entanto, não estou conseguindo liberar o perdão. Sei também que a Tua Palavra diz que o Senhor perdoa as nossas dívidas assim como perdoamos os nossos devedores. Peço agora que o Teu Espírito Santo possa tocar-me e me transformar, trazendo sobre mim a capacidade de liberar o perdão. Eu apresento agora a(o) … (diga nome da pessoa)… e libero ele(a) da minha mente como fonte de preocupação e mágoa. Eu o (a) perdôo para glória do Teu nome e para a minha cura, em nome de Jesus, amém!

Adolescentes - entenda mais sobre esta fase.



ADOLESCENTES
           A adolescência é marcada pelos conflitos internos que o ser humano ainda não sabe confrontar e, por isso, vai precisar de muito apoio. Geralmente contamos a adolescência dos 14 aos 18 anos. Mas 18 anos ainda não é uma idade madura. O ser humano atinge a maturidade entre 22 e 30 anos, dependendo da educação que tiveram e do apoio que receberam dos pais.

   A adolescência é a fase em que o respeito e a confiança vão falar ainda mais alto. Em primeiro lugar, para um bom relacionamento com os filhos adolescentes, os pais devem deixar de ser exatamente mãe e pai para ser um pouco mais como amigos. Sim, amigos dos filhos, mas sem se igualar, pois continuam sendo pais e isto precisa ser lembrado de vez em quando. Não é usando a força e o poder que vamos conquistar a confiança dos adolescentes, mas sim lhes dando o respeito e a consideração que lhes são devidos. Se desde pequenos os pais ensinaram limites e horários e os filhos não foram deixados na rua ou na vizinha e se lhes foi dada a devida atenção, então esta fase passará mais facilmente. Mesmo que não tenha sido desta forma, nunca é tarde para começar a restaurar os relacionamentos.

O sistema educacional do futuro - conclusão

Foto; reprodução google

Depois de analisar os textos que vimos nesta parte do projeto em que conhecemos melhor cada faixa etária, vamos apresentar um resumo simples que nos permitirá lembrar os pontos mais importantes. Para a faixa etária do seu filho, tome nota das palavras-chave e afixe aonde você puder ver todos os dias.
Usaremos palavras-chave para cada segmento: corpo, mente, vontade, emocional, social e espiritual. A palavra-chave descreve o comportamento da criança em cada fase da sua infância até a adolescência.

Entendendo e respeitando cada comportamento em cada fase, nós teremos contribuído enormemente para o bom desenvolvimento de nossos filhos em todos os campos.

De 2 a 3 anos
RESUMINDO: a criança de 2 a 3 anos é:  

Em relação ao corpo: ativa
Em relação à mente: descobridora
Em relação à vontade: moldável
Em relação ao emocional: sensível
Em relação ao social: tímida
Em relação ao espiritual: imitadora

O Sistema educacional do futuro - parte VIII


CONHECENDO O LADO ESPIRITUAL POR IDADE

Das 3 partes do ser humano, corpo, alma e espírito, o  espírito é a parte mais importante porque é através dele que podemos cuidar das outras. O espírito é a nossa conexão com DEUS, nosso Criador. Através dele podemos ter discernimento sobre todas as coisas sendo influenciados pelo ESPÍRITO SANTO para fazer as coisas certas. Com o nosso espírito bem cuidado tomamos conta da nossa alma (= mente, vontade, emoções, consciência, livre arbítrio...) que nos ajudará, através das nossas decisões, a cuidar do corpo físico.

Existe uma imensa diferença no desenvolvimento espiritual entre uma criança cujos pais fizeram o verdadeiro caminho de volta ao Criador através de Seu Filho JESUS CRISTO, permitindo a influência de Seu Espírito e uma criança cujos pais apenas seguem uma religião ou seita. As religiões e seitas não ensinam a encontrar o verdadeiro caminho, a verdadeira conexão. Sermos “boas pessoas” não nos permite obter a conexão com DEUS.

O sistema educacional do futuro - parte VII


CONHECENDO O SOCIAL EM CADA FASE

O relacionamento social faz parte da vida do ser humano, que precisa de outras pessoas para se desenvolver saudavelmente. O mais importante relacionamento da vida de um ser humano é com o seu Criador. Os filhos a quem ensinamos a respeito do verdadeiro Deus Triuno, Criador dos Céus e da Terra, crescem com mais maturidade devido a presença de Seu Espírito na vida deles. Aqueles que são forçados a seguir uma religião não têm a mesma maturidade e irão questionar toda doutrina quando chegarem à idade de ter opinião própria.

A vida social de um ser humano se inicia com um círculo pequeno de pessoas, na família e amigos e aumenta conforme ele vai crescendo. Em diferentes fases da infância, a criança vai aprendendo que existem outras pessoas com quem ela pode interagir. Pessoas que a tratam bem serão bem vindas em seu círculo de relacionamentos. Pessoas que tratam mal a criança serão, mais cedo ou mais tarde, excluídas de suas vidas mesmo se tratando da família. Quando o relacionamento entre pais e filhos não é bom, os filhos procuram ficar o menos tempo possível perto deles a partir de certa idade e ao atingir a maioridade se apressam em sair de casa para viver sozinhos ou com outras pessoas, o que pode não ser tão bom. O relacionamento com a família é importantíssimo e depende dos adultos para que floresça abertamente e crie raízes. O amor, o carinho, o afeto e a atenção criam raízes entre pais e filhos e os familiares e o relacionamento se estenderá por toda a vida. Depois virão os coleguinhas na escola e o início de grandes amizades.

O Relacionamento Social por faixa etária:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...